INICIO
 
     

 

 
BEM ESTAR
 
A Diabetes Mellitus foi considerada a doença do terceiro milênio, acometendo  aproximadamente 10 % da população mundial.
O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Intermezzo Cosméticos após longos estudos no Brasil e no exterior, desenvolveu uma série de produtos de pró-tratamento, pensando no bem estar e na qualidade de vida do diabético.
 
Nosso trabalho enfatiza alguns hábitos de cuidado pessoal, que podem evitar algumas das complicações decorrentes da Diabetes, levando o diabético a assumir um novo estilo de vida.
.

 

    

 
Cuidados com os pés:
* Secar bem os pés após o banho
* Não andar descalço ou com chinelos e evitar sapatos com    costura
* Verificar com as mãos  temperatura da água
* Não cortar as unhas sem a orientação previa de um podólogo
* Verificar a presença de calosidades ou lesões.
* Hidratar a pele diariamente com um creme específico (DIAPED) sem mentol ou cânfora (vasoconstritores)
 
 
Cuidado com a gengiva:
 
 
*  Durante a escovação observar sangramento.
*  Use escova macia com cerdas arredondadas.
*  Use fio dental após a escovação.
*  Pergunte a seu dentista sobre a evolução das doenças periodontais.
*  Avise que é diabético.
*  Use higienizante bucal para completar sua escovação
 
Cuidado com Lesões na pele e higiene íntima:
 
 
* Quando tiver lesões na pele, para higienização tópica use sabonete neutro, não agressivo e com agente anti-microbiano com baixo índice de irritabilidade e eficaz
* Devido a queda da imunidade, a Diabetes leva as mulheres a uma incidência maior de   infecções genitais, sendo muito importante a utilização de um sabonete higienizante adequado.
 
 
 
 
PÉ DIABÉTICO
  
 DOENÇA DO PÉ DIABÉTICO deve ser tanto reconhecida quanto tratada de maneira apropriada.
  A doença do Pé Diabético pode ser causada por infecção, pode ser de origem neuropatia ou pode ser causada por problemas isquêmicos. (Recomendamos o uso do creme para os pés DIAPED)
Para prevenir o pé diabético, é necessário observar e tratar junto ao seu médico e podólogo, os seguintes sinais:
* Vesículas (bolhas), calosidades e calos causados por sapatos que não calçam bem.
* Verrugas plantares.
* Fissuras.
* Infecção fúngica interdigital.
* Unhas encravadas.
* Acidentes associados ao corte das unhas.
 
 
 
DOENÇA GENGIVAL
 Existem mais bactérias na sua boca agora de que pessoas no mundo. Se estes germes se depositarem entre seus dentes e sua gengiva, você poderá ter desde uma gengivite evoluindo até uma periodontite severa, conhecida como piorréia.
Pessoas com Diabetes Mellitus desenvolvem mais frequentemente doenças nas gengivas que as não diabéticas.
A Placa Bacteriana é a grande vilã da doença periodontal e a Diabetes pode ser sua maior aliada se não for controlada.
Altos níveis de açúcar no sangue pioram ainda mais a doença periodontal e algumas vezes, a própria doença periodontal dificulta o controle da glicemia. As doenças periodontais geralmente são indolores.
A boca seca do paciente diabético, decorrente dos remédios utilizados para normalizar a glicemia ou por altas taxas de açúcar no sangue, aumenta o risco de cáries. A saliva “lava” os germes e diminui a concentração de ácidos provenientes da fermentação de alimentos na nossa boca.
 
 
 Recomendações:  
* Estar atento e procurar seu dentista a qualquer sangramento da gengiva ao escovar ou comer, vermelhidão, gengiva solta, bolsa de pus entre a gengiva e o dente, mau hálito.
* Pergunte a seu dentista como começa a doença periodontal.
* Escove seus dentes pelo menos duas vezes ao dia. Use uma escova macia com cerdas arredondadas. Massageie gentilmente, uma boa escovação deve levar pelo menos 3 minutos.
* Use fio ou fita dental todos os dias.
* Use sempre Diafresh, um desodorante bucal à base de Óleo Essencial de Melaleuca, um anti-séptico seletivo contra microrganismos patogênicos.
* Visite seu dentista pelo menos 2 vezes ao ano e avise que você é diabético.